PUBLIQUE SEU POST NA NOSSA PÁGINA

Sexta-feira , 27 de Julho DE 2012

O ATAQUE LENDÁRIO DE MAGIC THE GATHERING

Eu sei que muitos jogadores experientes já conhecem este super ataque que pode acabar com seu oponente na primeira rodada de jogo, sem que ele faça nenhum jogo com suas cartas. Deve ser frustrante, não?

Este ataque começa com a lendária carta BLACK LOTUS ou LÓTUS NEGRA, que hoje, por sua raridade custa em torno de 1000 euros e em sites brasileiros pode chegar ao valor de 4.000 reais. A carta, como mostra a figura abaixo, faz uma coisa bem simples, porém é o inicio de combos fulminantes, como este. Ela te dá três manas de qualquer cor e depois sacrifique Black Lotus.

 

 

Imaginando que você é o primeiro a jogar e que você tenha a combinação certa em suas mãos, você irá jogar agora um mana vermelho, ilustrado também abaixo.

 

 

 

O próximo passo é baixar uma carta chamada CHANNEL, que você pode achar até hoje por 2 ou três reais sem problema. Ela custa dois manas verdes, que você usará das três que a Black Lotus lhe proporcionou, restando ainda um mana.Esta carta possibilita você acrescentar a sua reserva de mana uma quantidade igual aos pontos de vida gastos, e pode ser lançado como uma carta de interrupção e não pode ser “counterada”, ou seja, desfeita. Aí, começa a brincadeira, posso sentir a emoção do cara com este jogo na mão, pronto para detonar o inimigo que não fez, nem sequer uma jogada. Você gastará 19 pontos de vida, convertendo eles em mana, restando assim, 1 ponto de vida.

 

 

"le grand finale"

Lembra do mana vermelha que você baixou anteriormente, pois é, agora é hora de usa-lo e baixar uma carta chamada bola de fogo, esta carta é muito comum, achada por centavos na net e custa um mana vermelho para ser baixado e “X” de danos ao inimigo pela quantidade de mana gastos de sua reserva, logo, 19 pontos de mana + 1 de mana que sobrou do Black Lotus e seu inimigo sucumbiu na primeira rodada. Ufa!! Esta é uma jogada de tirar o fôlego, que é especialmente surpreendente quando feita desta forma, mas ela pode ser feita em qualquer momento do jogo, é só esperar as cartas certas, claro que hoje em dia ninguém mais tem uma Black Lótus sobrando por ai, mas vale a pena sonhar com tempos outrora.

 

abaixo a ilustração de uma das versões da carta bola de fogo. Obs: existem cartas como desintegração e outras que podem substituir a bola de fogo, nesta jogada e fazem o mesmo efeito. Abraços nerds

 

NERDADO POR supernerds às 00:29
Sexta-feira , 13 de Julho DE 2012

ROLEPUNKERS, UM SHOW DE PRODUÇÃO IDEPENDENTE

 

 

   Estou entusiasmado e por que não dizer, emocionado. Lembro-me das épocas da única revista brasileira que falava-nos de RPG, na década de 90, a Dragão Brasil e quando a mesma finalizou suas edições ficamos órfãos. Hoje surge, a ROLEPUNKERS a revista oficial da editora RETROPUNK e que não é só uma revista de RPG, mas uma revista de apoio ao RPG “indie”. Uma idéia inovadora e que abre portas para todos nós, que temos o sonho de mostrar ao mundo o que temos para oferecer. Além de uma espetacular roupagem gráfica ela fala dos recém lançados rpgs, feitos por pessoas como eu e você, não pelas grandes empresas como era antigamente.

A Rolepunkers número três, ou quatro, já que começamos com numero zero, surpreendeu novamente com seu visual e informações do que rola no mercado do RPG, material de adaptação, resenha, etc. Ela começa falando da adaptação de Avengers para o sistema Acepção, que é o sistema de Terra Devastada. A adaptação feita pelo editor Fernando Del Angeles e Jonh Borgéa, criador do RPG Terra Devastada, publicado pela Editora Retropunk. Está simplesmente surpreendente, haja vista que esta regra, para quem não conhece, é uma regra mais intuitiva do que qualquer outra já criada se encaixando bem no gênero "super heroes". Ela lida com paradas de dados criadas por características feitas pelos próprios jogadores, que dão ou retiram dados da rolagem final, o sistema só usa dados de 6 faces, onde números pares são acertos. Há outros fatores que acrescentam dados, como trunfos e características extraordinárias e as que retiram dados, que são as condições, as quais são adquiridas no meio do jogo, como escoriações e atordoamento e são temporárias.

Cada herói carrega sua característica própria, espelhada no filme Os Vingadores, e o melhor, tem ficha pronta para cada um deles e ainda vem com uma aventura pronta, idealizada por Fernando Del Angeles, chupa essa manga!

 

 Abaixo a Ficha do HULK, nos moldes do sistema Acepção

 

 

 

Na mesma revista temos uma excelente resenha do Mais novo Jogo da Retropunk, feito também pelo John Borgéa, com cunho nos terrores de viagens espaciais e câmaras criogenadas, O mais novo lançamento da editora Redbox o Espace Dragon, uma adaptação para Walking Dead nos sitemas 3:16 e Acepção, os vencedores do concurso Contos Punk e uma pequena surpresa no final, que é o mais novo concurso da Retropunk, que tem como “slogan” a frase: Concurso Seu Super Personagem, é isso mesmo, você poderá criar seu super herói nos moldes do sistema Acepção e enviar para a retropunk, que irá julgar os dez melhores personagens que serão imortalizados nas páginas da Rolepunkers, além de um brinde para os dois primeiros colocados. Para quem quer ler e baixar, não só esta versão da ROLEPUNKERS como as anteriores, dê um click no icone abaixo, abraços nerds.

 

 

Abaixo uma amostra da ficha "The Walking Dead" adaptada pra os sistemas Acepção e 3:16.

 

 

NERDADO POR supernerds às 12:28
Segunda-feira , 02 de Julho DE 2012

Magias no DeD Next. A mistura entre o novo e o velho.

 

   Acho que muita gente já ouviu falar e até mesmo já esta jogando em suas masmorras o playtest do DeD next, o RPG retroclonado da Wizard of the Coast, que estão chamando de 5ª edição. As magias, na minha humilde opinião, melhoraram bastante, por conta da união do sistema Vanciano e o de slots, usado na 4ª edição, o que vem a ser os dois? O sistema Vanciano adotado por Gary Gicax e inspirado no livro Dying Earth, de Jack Vance que nada mais é do que o aprendizado de magias através da memorização das mesmas. Neste sistema o mago deve escolher um número de magias determinado pelo seu nível e memorizá-las, sendo que, após seu uso a magia é esquecida tendo que ser memorizada novamente no dia seguinte, já o sistema da 4ª edição do DeD, usa-se o sistema de cores classificando as magias em livre (at Will), que você usa a vontade, encontro o qual o jogador pode usar uma vez a cada combate e diárias, que são as mais devastadoras e podem ser usadas apenas uma vez por dia. A nova proposta do DeD next é ter de memorizar as magias como nos velhos tempos, apesar de ter aumentado o numero que se pode memorizar, sobretudo, ter magias “at Will”, ou seja, livres para usar quando quiser. No exemplo do livro, o mago de 1º nível pode lançar quantos mísseis mágicos quiser heheheh! Não posso dizer que não adorei a idéia, haja vista que sempre gostei de administrar minhas aventuras com bastante poder para os personagens, porém sempre com as limitações naturais. Este mago-metralhadora, por exemplo, continua sofrendo o clima, frio, calor etc.. Suas limitações humanas de comer e beber e da sorte nos dados para escapar da baforada de um dragão ou das diversas situações que afligem o personagem como, atordoamento, cegueira, derrubado e doenças. Acho que realmente isso é uma questão de prática, pois admito que, administrar estas coisas sendo novato no ramo rpgegistico, é muito difícil. Além disso, as magias ficaram mais poderosas no que tange ao dano, há magias que causam 3d12 ou mais, realmente é pra quem gosta, e como sempre fui fã do “over Power” adorei a mudança, porém quanto maiores os poderes maiores as dificuldades, ah! Quer dizer, responsabilidades. O importante é cada mestre escolher o sistema que mais lhe agrada e para isso, aprender vários sistemas de RPG ou fazer o seu próprio. Para o caso das magias no DeD, como é um caso que divide opiniões, muitos montam seus próprios sistemas ou dão sugestões. Como é o caso do site  http://www.theweem.com/, que deixou algumas sugestões super interessantes. Eles observaram que muitos jogadores eram contra o sistema Vanciano, mas se fosse agregado a ele algum “at Will” tudo bem, então eles dividiram os poderes em primários e secundários, no qual o primário seria o da memorização e esgotaria com o primeiro uso e o secundário, que seria uma versão mais fraca que a primária, seria “at Will”, além disso, no final da ficha de exemplo que eles fizeram, existe os tricks, que são truques que podem ser feitos com o poder. Exemplo: Fireball (bola de fogo), o primário seria a bola de fogo tradicional, que explode em contato com o avo ou área e causa um grande montante de danos atinge a área, o secundário, que pode ser usado livremente daria danos medianos e só pode acertar uma criatura e o truque do poder seria colocar fogo em materiais combustíveis ou aquecer uma área pequena como um quarto. No mesmo exemplo de ficha, com a intenção de agradar a gregos e troiano eles deram outra opção, a de abandonar o sistema Vanciano e dar custo ao poder primário e secundário.

Abaixo a imagem tirada do http://www.theweem.com/, abraços nerds.

 

NERDADO POR supernerds às 19:21

VISITAS NERDS

últ. comentários

  • Olá Jorge, desculpe eu estou para ressaltar o link...
  • OLA, ENCONTREI MEU JOGO CONTATOS COSMICOS QUE ESTA...
  • Na locomotion eram outras falas.."Molha os pés na ...
  • E demais
  • Opa! retificando...abraços nerds

PARCEIROS






















arquivos

PESQUISA

 

subscrever feeds

NÓS NO TWITER

TweetsWind: a Twitter widget

CLIQUE NO LINK ABAIXO E DIVIRTA-SE COM O HUMOR DO SHIMUUU

Licença Creative Commons
conteudo do blog http://supernerds.blogs.sapo.pt/ de Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Compartilhamento pela mesma licença 3.0 Unported.
Based on a work at .

responda ao nosso nerd quis