PUBLIQUE SEU POST NA NOSSA PÁGINA

Segunda-feira , 29 de Novembro DE 2010

AZRAEL

 

No ínicio da década de 90, a DC Comics teve a "brilhante" idéia de repaginar o Batman, deixando ele mais em sintonia com os quadrinhos da concorrência, ou seja, tornando o já antisocial e rabugento Batman em um anti-herói sem escrúpulos, capaz das mais variadas formas de violência. Sabendo que ninguém ia engolir Bruce Wayne agindo como um rejeito da Image, nos deram o evento "KnightFall", onde o vilão Bane quebra a espinha do Batman, fazendo com que seja necessário um substituto.

Até aí, beleza. Quem seria esse substituto do Batman? Asa Noturna? Tim Drake? Alguém que já fizesse parte da "família" Batman? Mas não, o "novo" Batman era um tal de "Jean-Paul Valley", um assassino treinado pela "Ordem de São Dumas", um personagem que havia sido anteriormente introduzido como uma estranha mistura de vítima e vilão da semana. De alguma maneira, a DC esperava que engolíssemos um maníaco que sofreu lavagem cerebral por uma ordem religiosa como a pessoa que Bruce Wayne escolheria para substítui-lo.

Não que eu tenha problemas com Azrael em si, mas sim com a idéia de que ele seja um Batman. Já de início, Valley surgiu usando uma armadura mecanizada (?!), armado com adagas flamejantes e uma espada (?!). Após assumir a posição de "agente do morcego", trocou pra armadura vista acima, e depois pra uma armadura ENORME, com a qual tomou uma surra merecida do original.

A longo das mais de 100 edições que apareceu, Valley teve uma notável queda em direção a insanidade. Em sua minissérie de origem, já era instável, e um tanto psicótico, mas após ser exposto ao Gás do medo do Espantalho, Azrael foi ficando cada vez mais obsecado em "corrigir" as falhas do seu equipamento, e em "purificar" Gotham. Essa trama toda acabou com Azrael ganhando uma revista própria, sem a chamada para Batman. Onde voltou a usar sua armadura original, presenciou "milagres", e morreu baleado pelos seus "arquinimigos", Carlton LeHah (que matou seu pai, o Azrael anterior, que nunca vimos antes desse desastre) e Nicholas Scratch, o "patrono" de LeHah.

Azrael tinha potencial para ser um personagem interessante, se não tivesse sido empurrado como o novo Batman, e tivesse tido a chance de se desenvolver como, bem, AZRAEL, e não Az-bat. Isso, e Batman como um fanático religioso simplesmente não parece certo. Embora fosse um assassino profissional, em toda a sua história, Azrael matou um "impressionante" total de DUAS pessoas, o que não faz muito sentido. E pra fechar a esquisitice, A Ordem de São Dumas não parece se encaixar dentro de nenhuma denominação religiosa, tendo práticas que parece saídas das idéias de Jack Chick sobre católicos.

A última aparição de Valley foi em "Blackest Night", como um Lanterna Negra.

Porém, essa não foi a última aparição de Azrael : um personagem novo com o nome surgiu durante o evento "Battle for The Cowl", como um dos vigilantes querendo assumir a posição do Batman após a "morte" de Bruce Wayne. Esse novo Azrael é Michael Washington Lane, um ex-policial afro-americano recrutado pela "Ordem da Pureza" para recuperar a armadura de Azrael, pois o agente da "Ordem de são Dumas" que a trajava tinha matado um policial.

Esse novo Azrael continua ativo em Gotham, fazendo uma justiça ao estilo "olho-por-olho, dente-por-dente", e teve uma minissérie própria entitulada Azrael: Death's Dark Knight. Para a felicidade dos fãs do morcego, Ao final de Battle for The Cowl quem assumiu o manto do Batman foi Dick Grayson, como deveria ter sido da primeira vez.

Se perguntarem sobre isso, a DC jura que toda a trama do Azrael original foi para mostrar como o Batman não deveria ser. O fato de ele ter tido 100 edições solo, fora o número imenso de aparições em outras revistas não corrobora essa alegação.

 

 

De autoria de PEDRO HENRIQUE LEAL

NERDADO POR supernerds às 21:42
Quinta-feira , 25 de Novembro DE 2010

MESTRE INDOMÁVEL

 

 

Existem vários tipos de Mestres dos Jogos, porém alguns são verdadeiros  "mãos de Ferro" chegam a dizer, -se não fizer isto na aventura eu mato!são eles os controladores, os arbitrários etc. nós dos SUPERNERDS os chamamos de "Mestres Indomáveis" eles sempre acabam por destruir a aventura, sem conseguir finaliza-la ou encerrando-a precocemente com um final medíocre, muitas vezes por entrarem em combate com o própio jogador.

Um bom Mestre será lembrado e cultuado por muitos jogadores e terá seu nome no ranking dos eventos, ele é o verdadeiro sábio, aquele que faz papel de pai dos personagens, é aquele que se diverte com o divertimento do player e que vibra quando o jogador consegue aquela arma mais poderosa, dá conselhos e eleva a alto estima de todos, com narrativas individuais que os destacam em certas características e que o tornam único, friza todo o tempo a coesão do grupo e cria situações em que um tem que ajudar o outro, fortalecendo assim o sentimento de equipe.

Toda a rivalidade está na disparidade entre os poderes e a qualidade das ações que certos jogadores tomam, deixando os demais com vontade de terem seus nomes, também, falados pelas tavernas. O mestre sábio, cria situações para incentivar esse personagem, dando-lhe condições para igualar-se aos outros, Lembra do Mestre dos Magos? é o exemplo perfeito de mestre sábio. Ele aparece nas horas certas para resolver conflitos e nortear os aventureiros, ajudando com pistas e acalmando sempre os ânimos dos aventureiros perdidos. tratando todos com paciência mesmo aqueles que agem com a imaturidade do ERIC, a impulssividae de BOB ou as atrapalhadas de PRESTO.

Para finalizar, digo a vocês, caros mestres, que se o aventureiro está perdido em suas ações ou como proceder com os outros personagens vc é a bússola e mesmo falando em enigmas, para não revelar pontos chaves da estória, você estará acendendo uma vela numa caverna totalmente escura e se você esta sempre procurando os jogadores e não eles a você ou esta destruindo toda a aventura que começa, esta na hora de mudar de profissão, porque você é um jogador. Aja sabiamente.

abraços NERDS.

 

Aproveite e mande-nos suas idéias, pode ser um artigo, uma notícia e qualquer idéia motivada pelo mundo nerd. Vá até nossa coluna de inscrição no topo do blog e clique no botão enviar e você terá um post publicado nos SUPERNERDS.

 

 

 

 

 

NERDADO POR supernerds às 19:37
Domingo , 21 de Novembro DE 2010

CAMELOT 3000 - EDIÇÃO DE LUXO

 

À vista de várias novidades NERDS, os SUPERNERDS tem a honra de apresentar o lançamento da PANINI COMICS, a edição de luxo de CAMELOT 3000, uma máxi-série em quadrinhos lançada pela DC Comics que abalou o mundo nerd dos anos 80.

Com arte de Brian Bolland e roteiro de Mike W. Barr a Série reconta a lenda Artusiana só que no ano 3000, é isso mesmo! e tem mais, uma invasão alienígena espera pelo salvamento do poderoso rei Arthur e seus cavaleiros.

Um jovem descobre acidentalmente a tumba do poderoso rei Arthur Pendragon, que volta a vida e logo vai em busca de seu antigo mentor, Merlin que usa seus poderes para reavivar a memória dos cavaleiros da Távola Redonda, que estão reencarnados em outros corpos, Arthur, Lancelot e Guinevere são o mesmo triângulo amoroso ,arg!!! Mas os outros tem aparições surpreendentes, Sir Percival é um Neo-humano, um soldado modificado geneticamente, que agora reside em uma forma monstruosa, Sir Galahad que era originalmente um cavaleiro cristão retorna como um Samura e a Máxima é o Sir Tristão, ou poderíamos chama-lo de Lady Tristão, que volta no corpo de uma mulher e sua briga com seu novo corpo é cruel, mesmo porque Isolda, seu grande amor, aparece para acender-lhe a velha chama da paixão e adivinha o que sai disso? Nada mais nada menos que a primeira cena lésbica em quadrinhos, kkkkkkkk. Por fim todos se reúnem para combater a horda de invasores alienígenas comandadas por Morgana Le Fay que vai armar mil e uma trapaças para derrotar os cavaleiros e seu meio-irmão, Arthur.

Esse é o jeitão SUPERNERD de passar para vocês o resumão da espetacular história de Camelot 3000, vale a pena conferir esta edição de luxo que além de trezentos e "lá vai fumaça" de páginas vem também com comentários do roteirista MIKE W. BARR e algumas artes de BRIAN BOLLAND as quais deram origem a este majestoso trabalho.

 

Abaixo uma amostra da arte que vem no interior da edição, abraços NERDS:

 

 

 

NERDADO POR supernerds às 13:56

VISITAS NERDS

últ. comentários

  • Olá Jorge, desculpe eu estou para ressaltar o link...
  • OLA, ENCONTREI MEU JOGO CONTATOS COSMICOS QUE ESTA...
  • Na locomotion eram outras falas.."Molha os pés na ...
  • E demais
  • Opa! retificando...abraços nerds

PARCEIROS






















arquivos

PESQUISA

 

subscrever feeds

NÓS NO TWITER

TweetsWind: a Twitter widget

CLIQUE NO LINK ABAIXO E DIVIRTA-SE COM O HUMOR DO SHIMUUU

Licença Creative Commons
conteudo do blog http://supernerds.blogs.sapo.pt/ de Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Compartilhamento pela mesma licença 3.0 Unported.
Based on a work at .

responda ao nosso nerd quis